CENTRO EDUCACIONAL LUZ DO SABER

NOTA IMPORTANTE - em 27/03/2014

Srs. pais, devido a acontecimentos dentro da Instituição de furtos de aparelhos celulares, dentre outras coisas, estamos PROIBINDO o uso desses aparelhos (tablets, MP3, celulares e outros) de uso pessoal dos alunos, dentro das salas de aula. Solicitamos que os alunos não tragam esses objetos para a escola. Caso eles tragam, vamos precisar recolher na chegada e só devolver na saída. Lembramos que de acordo ao nosso CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, assinado no ato de matrícula, Cláusula 13ª, parágrafo único: A Escola não se responsabiliza por objetos de uso pessoal dos alunos, a não ser aqueles confiados sob custódia.

Para tanto, estamos disponibilizando abaixo a Lei que protege essa decisão.

Lei Nº 4.131/2008, do Distrito Federal

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, em maio de 2008, uma lei que proíbe alunos de usar celulares e aparelhos eletrônicos como MP3 players e videogames em escolas públicas e privadas da Educação Básica. Está liberada a utilização nos intervalos e horários de recreio, fora da sala de aula, cabendo ao professor encaminhar à direção o aluno que descumprir a regra. O projeto de lei que originou a norma diz que o uso do telefone pode desviar a atenção dos alunos, possibilitar fraudes durante as avaliações e provocar conflitos entre professores e alunos e alunos entre si, influenciando o rendimento escolar. Se por um lado, a tecnologia serve de apoio às ações educacionais, por outro o seu uso exacerbado se torna um empecilho. Há diferenças entre a discussão das formas e dos modos de fazer uso de tecnologias em espaços coletivos e sua exclusão. A escola tem o dever de humanizar e educar cidadãos, posicionando-se por vezes no fio da navalha entre exercer a autoridade e ser autoritária. Não é imprescindível criar uma lei para disciplinar o uso desses aparelhos nas escolas, pois as determinações sobre essa questão podem constar do regimento interno e do projeto político-pedagógico.

OBS: Pedimos aos Srs. Pais a colaboração de nos ajudar nessa luta, pois além da perda de objetos preciosos, comprados com sacrifício, temos também fraudes de avaliações cometidas pelos nossos estudantes, dentre outras coisas que ocorre no cotidiano escolar. Em realizações de exames vestibulares e concursos o uso de aparelhos eletrônicos em geral, já é proibido.

CERTOS DO PRONTO ATENDIMENTO, COLOCAMO-NOS A DISPOSIÇÃO PARA DIRIMIR POSSÍVEIS DÚVIDAS ATRAVÉS DO FALE CONOSCO EM NOSSO SITE: www.escluz.com OU ATRAVÉS DOS TEL: 3395-0371 / 3309-5589.  CELULARES: 8655-1544 OI / 8625-6616 OI / 9990-2674 VIVO / 8352-9772 CLARO /   9275-5590 TIM . Email: escluz@ibest.com.br

 

Luz do Saber traz inovações visuais e tecnológicas.

A proposta é tecnologicamente inovadora. Uma sala de aula onde todo o material do professor e dos alunos está dentro de iPads de última geração. Nas tabuletas estão livros didáticos, vídeos do Discovery Channel, aulas de inglês da Cambridge Esol, processos de avaliação realizados por empresas especializadas em fornecer estatísticas que orientem o processo de aprendizagem. Sem falar em tudo o que se pode acessar no mundo virtual. Essa sala de aula do século 21 foi apresentada a escolas privadas brasileiras pelo Uno Internacional, do Grupo Santillana, um dos maiores produtores de material didático do mundo, que no Brasil controla a Editora Moderna. A apresentação do sistema – que há um ano e meio funciona em escolas de dez países latino-americanos.

Redes Sociais

  Boleto e Boletim